Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Feito!
Erro!
Logo 16590-214

Incentivos da Zona Franca de Manaus são prorrogados

Voltar ↖Seguir ↘
Notícia publicada em:06/08/2014 08:56

Incentivos da Zona Franca de Manaus são prorrogados
Clique para ampliar a imagem ^
Incentivos da Zona Franca de Manaus são prorrogados
Adicionar aos Meus Favoritos
Fabricantes de motocicletas seguirão usufruindo de benefícios na região por pelo menos mais 50 anos

Redação MotoX.com.br

O Senado Federal realizou, nesta terça-feira (5), uma sessão solene em que promulgou a Emenda Constitucional 83/2014 de prorrogação aos incentivos da Zona Franca de Manaus por mais 50 anos. A notícia foi bastante comemorada por vários setores econômicos, sobretudo pelo da indústria motociclistica, que tem na região seu maior polo de produção.

O modelo apresenta uma política tributária diferenciada do restante do país, com incentivos que minimizam os custos relacionados à localização da região. Além disso, proporciona garantia jurídica assegurada pela Constituição Brasileira.


A sessão e todos os trâmites burocráticos foram acompanhados pela Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), que, entre outras atribuições, representa os interesses dos fabricantes de transporte em duas rodas.

O setor motociclístico de Manaus, que conta com 98% das montadoras do setor, é o segundo mais importante da Zona Franca de Manaus, com 16% do faturamento (R$ 13 bilhões). O primeiro é o de eletroeletrônico. O segmento é responsável por mais de 18 mil empregos diretos e 100 mil indiretos.

As projeções para a produção industrial são excelentes. No primeiro semestre deste ano, a produção de motocicletas, motonetas e ciclomotos no período foi de 769.613 unidades, e para 2014 espera-se que do Polo Industrial de Manaus saiam 1.625.000 motocicletas.

“A ZFM foi criada a fim de estimular a atividade econômica da região e consagrou uma cadeia socioeconômica bastante sólida. O Polo é responsável, não só pela produção, mas também pela formação e capacitação de seus trabalhadores, onde são empregados milhares de famílias da região“, disse Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

No período de 2003 a 2013, a Receita Federal arrecadou no Amazonas R$ 70,4 bilhões, recebeu de Transferências Constitucionais R$ 16,6 bilhões e entregou à união R$ 51,8 bilhões, contribuindo com recursos para todo o país.

Investimentos em infraestrutura e em capacitação de Recursos Humanos, entre outros, também são propiciados por recursos originados das indústrias locais. Além dos impostos pagos pelas empresas do PIM, que tornam o Estado do Amazonas o maior arrecadador de tributos federais da região Norte do país, há ainda o ganho ambiental. Graças ao PIM e às suas empresas, que cumprem rigorosamente com a política ambiental estabelecida pelas esferas públicas, o Amazonas possui cerca de 98% de sua floresta Amazônica preservada.

 
FONTE: MOTOX - Não deixem de visitar o site www.motox.com.br , onde vocês encontrarão muito mais informações, noticias, competições, calendários, classificados, colunas, entrevistas, reportagens, galeria de fotos, Motox TV e a Loja MotoX.

Powered by Ofen Tecnologia da Informação