Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
-- - --
-- - --
Feito!
Erro!
Logo 16590-214

Mudanças deixam Yamaha MT-09 mais radical para 2017

Voltar ↖Seguir ↘
Notícia publicada em:16/11/2016 09:38

Mudanças deixam Yamaha MT-09 mais radical para 2017
Clique para ampliar a imagem ^
A MT-09 é sem dúvidas um dos modelos mais importantes lançados pela Yamaha nos últimos anos. A proposta de criar uma moto com um tricilíndrico de 850cc, que tenha o visual naked e a posição de pilotagem de uma supermotard, trouxe a marca dos três diapasões de volta à vanguarda. O MT-09 se tornou um sucesso entre motociclistas do mundo todo. Inclusive no Brasil, onde é montada desde o fim de 2014 e já registra cerca de 2.000 unidades emplacadas até hoje, segundo dados da Fenabrave, que contabiliza a distribuição automotiva no País.
Para 2017, a marca dos três diapasões presenteia sua naked média com modificações visuais e novidades eletrônicas para agradar aos pilotos que estão em busca de uma pegada mais radical. Entre os novos elementos, estão os novos faróis duplos, inspirados pela recém-lançada MT-10. Feito com lâmpadas de LED, o conjunto óptico renovado deixou a MT-09 com aspecto mais agressivo, que é reforçado pelas novas aletas de proteção ao radiador. Próximos a elas, estão os novos piscas, antes fixados no farol único.
Na traseira, as mudanças também foram marcantes. A começar pela rabeta, mais curta, e com uma nova e exótica lanterna de LED com efeito 3D. O suporte de placa rente à roda, que segue tendências de design já incorporadas em algumas esportivas europeias, também faz sua estreia no modelo da Yamaha. Para finalizar, o escape continua centralizado abaixo do quadro, mas teve a ponteira redesenhada com traços mais modernos. O facelift deixou a moto com porte mais esguio. 
Embreagem inteligente

A Yamaha não mexeu no motor de três cilindros em linha de 847 cm³. Sem mudanças, portanto, nos 115 cv de potência máxima a 10.000 rpm e no torque máximo de 8,9 kgf.m a 8.500 giros. Contudo, a nova MT-09 recebeu uma nova embreagem deslizante e assistida eletronicamente (A&S), que confere mudanças de marcha mais precisas e sem trancos causados por torque excessivo, principalmente ao reduzir marchas. O sistema de assistência ainda reduz em 20% o esforço do piloto no pedal de câmbio. 
Completando as mudanças na caixa de marchas, a naked agora conta com o mesmo sistema quickshift (QSS) da YZF-R1, que permite subidas de marchas sem apertar a embreagem. Composto por um sensor que cancela o torque momentaneamente quando detecta que uma marcha acima foi engrenada, a novidade deixa a aceleração mais eficiente e empolgante, o que deve agradar em cheio aos motociclistas que gostam de pilotar mais esportivamente.
Já na ciclística, a mudança fica por conta do assento 5 mm mais alto e, principalmente, da suspensão dianteira. O novo garfo telescópico invertido conserva o mesmo curso de 137 mm, mas passa a incorporar os ajustes em tubos separados. A compressão do amortecedor é regulada do lado esquerdo e o retorno na bengala direita. Segundo a Yamaha, desta forma o fluxo do óleo é otimizado e gera um desempenho mais consistente.
Sucesso global

Precursora da nova família de modelos “Master of Torque”, a MT-09 renovada chega ao mercado europeu em dezembro deste ano. As cores disponíveis serão o famoso azul e branco da Yamaha, uma mescla de cinza com rodas em verde limão e preto, mesmas opções da naked MT-10. 
No Brasil, onde a MT-09 também é produzida, não há previsão de chegada para o modelo 2017. Mas, considerando o quão rápido ela chegou aqui desde seu lançamento, não deve demorar muito. Aqui, a Yamaha vende a geração atual da moto com bônus de R$ 3 mil na cor cinza, por R$ 36.243, e nos tons laranja e azul com bengalas douradas por R$ 36.945. Os valores já incluem frete.
 
TEXTO: Carlos Bazela/ Agência INFOMOTO 

FOTOS: Divulgação




Fonte:
Agência Infomoto
Powered by Ofen Tecnologia da Informação